Sábado, 15 de Junho de 2024
Gênero e Sexualidade Evento

V Sarau Curupira realizado pelo Tapajós de Fato homenageia a luta das mulheres por justiça climática na região do Oeste do Pará

O evento também contou com um momento simbólico, dedicado a homenagear mulheres que de alguma forma impactam e inspiram outras mulheres com seus trabalhos. As homenageadas foram Auricélia Arapiun, indígena e presidenta do Conselho Deliberativo da COIAB (Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira) e Damilly Yared, comunicadora popular e colaboradora do Tapajós de Fato.

02/04/2024 às 18h00
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Compartilhe:
Roda de Conversa do V Sarau Curupira / Foto: Tapajós de Fato
Roda de Conversa do V Sarau Curupira / Foto: Tapajós de Fato

Na última quinta-feira (28) ocorreu o V Sarau Curupira, promovido pelo Tapajós de Fato, em parceria com a Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) através da Pró-reitoria de Cultura, Comunidade e Extensão da Ufopa (PROCCE). O evento aconteceu no Deck Madeirão, situado no Campus Tapajós da Universidade.

A programação iniciou às 18h e contou com momentos voltados para o diálogo, divulgação e homenagens à mulheres que de alguma forma lutam por seus direitos, reconhecimento e justiça climática.

Roda de conversa

O objetivo da roda de conversa era proporcionar um ambiente de troca de experiências e conhecimentos, onde as vozes das mulheres da Amazônia pudessem ser ouvidas e valorizadas. Mediado por Thais Oliveira e Fernanda Lima, o momento contou com a participação da Jessica Anastácia, coordenadora do Semente da Amazônia, e também com Valéria Lopes, coordenadora do Núcleo de Estudos em Gênero e Diversidade Sexual (NEGED) do IFPA .

O momento teve como foco falar dos desafios enfrentados pelas mulheres amazônidas diante das questões ambientais e violações dos direitos humanos e de gênero. De acordo com Allana Luísa, produtora cultural do Tapajós de Fato, a roda de conversa serviu como uma oportunidade para discutir não apenas as dificuldades, mas também as conquistas e resistências dessas mulheres, que muitas vezes são invisibilizadas ou marginalizadas.

Allana afirma ainda que “a roda de conversa reforçou a importância do diálogo e da solidariedade entre as mulheres, fortalecendo os laços de sororidade e resiliência, que são fundamentais para enfrentar os desafios que ainda estão por vir”.

Foto: Tapajós de Fato

Feira criativa de empreendimentos femininos

O evento também contou com a exposição de empreendedoras locais que trouxeram seus produtos para exposição e comercialização. A feira contou com venda de iguarias, venda de biojoias e bioprodutos, artesanatos dos mais variados tipos e também venda de plantas ornamentais e medicinais.

Feira empreendedora do V Sarau Curupira / Foto: Tapajós de Fato

Homenagens

O evento também contou com um momento simbólico, dedicado a homenagear mulheres que de alguma forma impactam e inspiram outras mulheres com seus trabalhos. As homenageadas foram Auricélia Arapiun, indígena e presidenta do Conselho Deliberativo da COIAB (Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira) e Damilly Yared, comunicadora popular e colaboradora do Tapajós de Fato.

Em entrevista ao Tapajós de Fato, Allana Luísa comentou sobre a importância dessa homenagem para o evento:

“Nesta edição especial do Sarau Curupira, foi prestada homenagem a duas mulheres extraordinárias: Auricélia Arapiun e Damilly Yared. Mais do que simplesmente reconhecer suas trajetórias, queremos celebrar suas vidas e suas contribuições para a construção de um mundo mais justo e igualitário”.

Ela finaliza destacando que ao homenagear Auricélia e Damilly, “queremos não apenas reconhecer suas conquistas individuais, mas também destacar a importância de suas lutas coletivas. São mulheres como elas que nos mostram que é possível transformar o mundo com coragem, determinação e solidariedade. Que essas homenagens sejam um pequeno gesto de gratidão em meio a uma imensidão de admiração e respeito. Que seus exemplos iluminem nossos caminhos e nos inspirem a continuar lutando por um mundo melhor para todas”.

Homenageadas no V Sarau Curupira / Foto: Tapajós de Fato

Apresentações Culturais

O evento também contou em sua programação com apresentações de artistas locais, que levaram muita diversão e entretenimento para os presentes. Comandado por Carla Patricy, que trouxe um pouco da cultura paraense com o estilo musical brega e melody; DJ Thaty Cakess comandou as Pick-ups com muito funk e música eletrônica; Dj Pedrita trouxe seus remixes e releituras das músicas paraenses; e Marcelle Almeida, que levou clássicos do MPB para todos ali presente. As atrações culturais mostraram que além de seus incríveis talentos, a evolução na luta dos direitos das mulheres, com presença delas nas mais variadas áreas de atuação.

Atrações culturais do V Sarau Curupira / Foto: Tapajós de Fato

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.