Segunda, 21 de Junho de 2021 04:52
093991489267
Gênero e Sexualidade Feminicídio

Caso de tentativa de feminicídio é registrado em Santarém

No mesmo período em que 6 mulheres foram vítimas deste crime no país.

28/12/2020 14h06
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Diego, foragido da polícia por tentativa de feminicídio.
Diego, foragido da polícia por tentativa de feminicídio.

Há poucos dias estampados nos jornais e passando na tela da TV, tivemos conhecimento dos casos de feminicídio que aconteceram no período natalino aqui no Brasil.

Viviane Vieira do Amaral, de 45 anos, moradora de Niterói (RJ); Thalia Ferraz, 23, de Jaraguá do Sul (SC); Evelaine Aparecida Ricardo, 29, de Campo Largo (PR); Loni Priebe de Almeida, 74, de Ibarama (RS); Anna Paula Porfírio dos Santos, 45, de Recife (PE); e Aline Arns, 38, de Forquilhinha (SC). Seis mulheres tiveram suas vidas e sonhos dilacerados por criminosos que achavam serem seus donos.

Esses crimes aconteceram em diferentes regiões do país, e nesse domingo (27) mais uma mulher seria vítima do mesmo crime, dessa vez muito mais próximo da nossa realidade.

Santarém registrou uma tentativa de feminicídio na comunidade São José, região do planalto, onde a jovem de 18 anos, Ingrid Silva, foi atacada por diversos golpes de faca desferidos pelo seu marido, que até o momento temos apenas seu primeiro nome: Diego.

Segundo informações do Hospital Municipal de Santarém (HMS), a jovem passou por uma cirurgia exploratória, e no momento encontra-se internada em estado grave na UTI. Já o agressor, Diego, ainda está foragido.

O feminicídio é tipificado pela Lei 13.104 de 2015, e é definido como um homicídio em contexto de violência doméstica e familiar ou em decorrência do menosprezo ou discriminação à condição de mulher, normalmente praticado por alguém do convívio da vítima, dentro de casa ou em locais onde ela costuma estar.

Todos os dias mulheres são violentadas e assassinadas no Brasil, Ingrid Silva foi mais uma vítima do machismo do homem que acredita ser dono de uma mulher, mas felizmente ela sobreviveu e está lutando para seguir sua vida e realizar seus sonhos.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.