Segunda, 21 de Junho de 2021 03:15
093991489267
Saúde Saúde

Região do Baixo Amazonas, no estado do Pará, atinge 90% de ocupação de leitos para COVID-19

Além do BAM, regiões de Carajás e Rio Caetés alcançam índices preocupantes.

07/01/2021 12h23
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Foto: Bruno Cecim / Agência Pará
Foto: Bruno Cecim / Agência Pará

Nas últimas semanas, diversos estados brasileiros relataram aumento de internações e óbitos por Coronavírus. A média móvel nacional de mortes, que estava em queda desde outubro, cresceu 34% em relação em relação a 14 dias atrás, aproximando-se novamente do patamar de 500 falecimentos diários.

Mesmo com as incertezas quanto a liberação da vacina, boa parte da população segue vivendo normalmente, como se tivessem esquecido que uma pandemia continua tirando a vida de muitas pessoas ao redor do mundo.

No estado do Pará não é diferente, basta ter acesso às praias, centros comerciais, e outros espaços onde naturalmente há um elevado registro de aglomeração, para perceber estes locais totalmente lotados.

A SESPA (Secretaria de estado de Saúde Pública do Pará), divulgou boletim em que informa que a região do Baixo Amazonas atingiu 90% do total de leitos de UTI.

É importante lembrar que o hospital de campanha montado em Santarém para atender a região, foi fechado, restando o Hospital Municipal e a Unidade de Pronto Atendimento para atender os casos em um primeiro estágio, e o Hospital Regional do Baixo Amazonas para onde a SESPA informa que aumentará 10 leitos de UTI, para atender a região.

Contudo, ainda é importante lembrar que a pandemia do COVID-19 segue aumentando e que todo cuidado é necessário, do uso de máscaras. 

E que venha a vacina

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.