Segunda, 21 de Junho de 2021 04:37
093991489267
Saúde Saúde

Semana da enfermagem em Santarém encerra com Carreata dos Profissionais em luta por melhorias para a classe

Enfermeiros, enfermeiras, técnicos, técnicas e auxiliares de enfermagem foram as ruas reivindicar condições melhores de trabalho.

20/05/2021 17h27 Atualizada há 1 mês
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Semana da enfermagem em Santarém encerra com Carreata dos Profissionais em luta por melhorias para a classe

Nesta quinta-feira, dia 20 de maio, aconteceu em Santarém e em várias outras cidades do país, uma carreata em função da luta pelos direitos dos profissionais da enfermagem que estão reivindicando ao senado melhores condições para a sua classe. Nesta data é comemorada o dia dos técnicos, técnicas e auxiliares de enfermagem, a data marca ainda o encerramento da semana da enfermagem, que teve início no 12 de maio, com o dia do enfermeiro e da enfermeira.

Sobre o dia o enfermeiro e da enfermeira, saiba mais.

Em Santarém, a carreata se concentrou em frente ao Hospital Municipal (HMS), e teve início às 09:30, muitos profissionais estavam em horário de trabalho e por isso não puderam participar do ato, mesmo assim, muitos marcaram presença. Guiados por um trio, os carros presentes seguiram pelas ruas do centro da cidade, e passaram em frente a hospitais e órgão como a SESPA e a Secretaria Municipal de Saúde. Por todo o trajeto, a carreata recebeu o apoio das pessoas na rua e nos comércios, que aplaudiam em homenagem e em apoio a reivindicação. A dispersão da carreata foi em frente ao Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino.

Nesses tempos de pandemia, os profissionais da enfermagem tiveram seu trabalho e sua importância mais evidenciada, e, portanto houveram mais homenagens do que de costume. Porém, esses, chamados de heróis da saúde, muitas vezes passam a maior parte da sua vida no trabalho, em plantões exaustivos que sugam sua saúde física e mental para ganharem míseros salários, pois não existe no Brasil, um piso salarial e nem uma carga-horária máxima em lei, para dar suporte a essa classe tão importante.

E essa é a reivindicação desses profissionais, que foram as ruas durante a semana da enfermagem para pedir ao senado que votem a favor dessa classe, que mais do que nunca tem cumprido com o seu papel de cuidar das pessoas. Eles estão pedindo que o Projeto de Lei 2564/2020 entre em vigor, colocando um piso salarial para os enfermeiros, enfermeiras, técnicos, técnicas e auxiliares de enfermagem, parteiras e parteiros, além da carga horária de 30 horas semanais, para que esses profissionais não se achem obrigados a trabalharem de forma desumana para terem um salário decente.

O Tapajós de Fato, que estava presente no ato, conversou com Aline Cunha, enfermeira e diretora do nono centro regional SESPA Santarém, que falou “essa é uma luta da categoria que já vem de muitos anos, e estamos aqui lutando por nossos direitos e representando também todos os nossos colegas que não puderam vir, mas que merecem ser ouvidos pelos nossos representantes do senado”.

Adria Maia, Enfermeira e Coordenadora do curso de enfermagem da universidade Unama, falou sobre as maiores dificuldades enfrentadas pelos profissionais da enfermagem “essas dificuldades estão relacionadas as condições, nós precisamos de boas condições de trabalho para podermos executar com dignidade e qualidade. Também a questão salarial, por não termos um piso salarial, a maioria de nós precisa de vários vínculos de trabalho”, Adria falou também, que por ter vários vínculos de trabalho esses profissionais acabam não tendo uma boa qualidade de vida, e citou também a sobrecarga que sofrida por esses enfermeiros, enfermeiras, técnicos, técnicas e auxiliares de enfermagem

 

Essa reivindicação dos profissionais da enfermagem continuará até que o senado aprove, e a lei comece a entrar em vigor.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por #TapajósDeFato (@tapajosdefato)

 

Acesse as redes sociais do Tapajós de Fato: FacebookInstagram e Twitter.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.