Segunda, 27 de Setembro de 2021 00:40
093991489267
Educação Educação

Dia Nacional do Profissional da Educação

Retorno das atividades presenciais ainda está sendo avaliado por alguns municípios do oeste do Pará.

06/08/2021 18h27 Atualizada há 1 mês
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Dia Nacional do Profissional da Educação

No dia 06 de agosto é comemorado o Dia Nacional do Profissional da Educação, não apenas professores, mas todos funcionários que trabalham dentro das instituições de ensino. A data foi criada   com a Lei  nº 13.054/14, para  reconhecer o valor de todos que formam a comunidade escolar, principalmente, os funcionários que ficavam às margens, tendo suas funções desvalorizadas.

 

O motivo que levou à escolha do dia  para celebrar esta data foi referente à sanção da Lei 12.014/2009, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), reconhecendo os funcionários de escola como profissionais de educação. A mudança da Lei Nacional da Educação insere os funcionários de escola habilitados na categoria de profissionais da educação escolar básica, juntamente com os professores e pedagogos.

 

Os profissionais de educação, no Brasil, enfrentam diversas dificuldades, vivemos em um país que, o fundo partidário dos parlamentares e os salários dos chefes de estados são mais importante do que os investimentos em educação.  Este ano, já foi aprovado o aumento do salário do presidente, bem como o fundo eleitoral. Enquanto isso, milhões de crianças e adolescentes não estão tendo aulas porque o estado não é capaz de dar estruturas para que professores e alunos continuem suas atividades educacionais.

 

Izabel Sales, Coordenadora  Geral do Sintepp Regional Oeste, falou como está acontecendo o trabalhos dos profissionais da educação nesse segundo semestre “a maioria dos municípios, quase todos os profissionais da educação não tomaram a segunda dose, poucos municípios eles tomaram a segunda dose, a maioria continua em trabalho remoto, Alguns já definiram que será até o final do ano as aulas remotas , e outros, estão aguardando o final do mês para definir se encerrarão o ano letivo com ensino híbrido, devido a resposta da vacinação da maioria dos trabalhadores da educação.       Uma questão que a gente tem sentido em alguns municípios é a recusa, mesmo que uma minoria, mas a recusa de alguns educadores serem vacinados, devido a má orientações. e isso causa até um certo vexame  para os trabalhadores da educação, que é uma pauta nossa, mas a gente não pode forçar ninguém a tomar. então, pela vista na região, boa parte dos municípios vão ficar com ensino remoto até o final do ano e alguns com ensino híbrido.

 

Sobre as estruturas das escolas, Izabel Sales diz que “os coordenadores dizem que a estrutura das escolas, em sua maioria, está muito precária para receber os estudantes”.  Isto é preocupante, pois os estudantes não estarão seguros no ambiente escolar, há escolas que nem pia para lavar as mãos, quanto mais  garantir que os estudantes estarão seguros contra o vírus.

 

Só teremos um Brasil melhor quando os investimento em educação forem prioridades de investimentos, quando à ciência for tratada como prioridade. os profissionais da educação  são a base da nossa sociedade. É necessário que os nossos profissionais da educação sejam valorizados de fato, não apenas com salários maiores, mas também com melhores condições de trabalho e o respeito da sociedade, para que dessa maneira possamos reconstruir nossa sociedade que  ainda encontra-se muito impregnada na ignorância.

 

Acesse as redes sociais do Tapajós de Fato: FacebookInstagram e Twitter

 

Acesse ainda o Podcast Tapajós de Fato.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.