Segunda, 27 de Setembro de 2021 01:26
093991489267
Notícias #Investigação

Reditus: Entenda a operação da PF de combate a desvios de recursos destinados ao enfrentamento da pandemia

Recursos públicos destinados à Saúde eram desviados por meio da contratação de organizações sociais para gestão de hospitais públicos.

19/08/2021 16h01
Por: Tapajós de Fato
Reditus: Entenda a operação da PF de combate a desvios de recursos destinados ao enfrentamento da pandemia

A segunda fase da Operação SOS, denominada Operação Reditus, foi deflagrada pela Polícia Federal nessa quarta-feira (18), com o objetivo de combater desvios de recursos na contratação de empresas para gerir hospitais municipais, regionais, de campanha e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

 

Com autorização da Justiça Federal, a PF realizou mais de 60 prisões em 8 estados: São Paulo, Goiás, Ceará, Amazonas, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso e Pará. Ao todo, a operação contou com cerca de 400 policiais federais, além de servidores da Receita Federal e da Controladoria-Geral da União (CGU). Foram expedidos 95 mandados de busca e apreensão, 54 mandados de prisão temporária e seis mandados de prisão preventiva.

 

Segundo a Polícia Federal, esta fase da operação deve esclarecer as suspeitas de crimes de organização criminosa e lavagem de dinheiro constatadas nas investigações. Essas suspeitas incluem a de que tenham sido desviados cerca de R$ 455 milhões. Os contratos são de 2019 e 2020 e passam de R$ 1,2 bilhão entre quatro organizações sociais, cinco hospitais públicos e quatro hospitais de campanha montados para enfrentar a pandemia. Além dos esclarecimentos, serão feitos o bloqueio de contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas e a suspensão de duas empresas que eram usadas, conforme a PF, para lavagem de dinheiro. Nicolas Morais, que seria o principal operador financeiro do suposto esquema, terá seus móveis e imóveis sequestrados.

 

Acesse as redes sociais do Tapajós de Fato: FacebookInstagram e Twitter.  Acesse ainda o Podcast Tapajós de Fato.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.