Segunda, 27 de Setembro de 2021 01:46
093991489267
Política Opinião

Partidos Políticos posicionam-se sobre a tentativa da Câmara em homenagear ex-confederados

PT, PCdoB e PSOL falam ao Tapajós de Fato a razão de serem contra a sessão.

15/09/2021 11h56
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Partidos Políticos posicionam-se sobre a tentativa da Câmara em homenagear ex-confederados

Nos últimos dias  os Santarenos foram surpreendidos por uma preocupante e agressiva atitude do poder legislativo municipal em querer homenagear, em uma sessão especial, a Chegada de ex-confederados  em Santarém após serem derrotados no maior confronto sangrento da história dos Estados Unidos, no século XIX. 

 

Saiba mais.

 

A notícia descabível  repercutiu de forma negativa e causou indignação na sociedade santarena, várias organizações e grupos de pessoas negras, se manifestaram lançando nota de repúdio e pressionado para o não acontecimento da sessão que estava marcada para ocorrer no dia 14 de setembro,e conseguiram,  no dia 13 a sessão foi cancelada. 

 

O Partido dos Trabalhadores (PT)  lançou uma nota que diz não coadunar “com qualquer tipo de ideologia supremacista, racista ou fascista”. A nota diz ainda que o partido tem compromisso com a  “defesa dos direitos humanos, da igualdade, da democracia  e da justiça”.

 

O dirigente estadual do PCdoB (Partido Comunista do Brasil),Jota Ninos, disse que o partido também é contra  qualquer tentativa para enaltecer a chegada de supremacistas brancos na cidade de Santarém. 

 

O dirigente  lembra que “à Câmara municipal que sempre foi conservadora… sempre teve um espaço para partidos conservadores” que hoje, a esquerda ocupa apenas duas vagas do legislativo, e pode  e alerta que outras tentativas absurdas podem surgir novamente. 

 

O PSOL (Partido Socialismo e Liberdade), assim como o PCdoB, não emitiu nota, mas Maike Vieira, presidente do partido, falou ao Tapajós de Fato qual o posicionamento da sigla sobre  o acontecimento: “uma homenagem aos confederados é uma homenagem contra a história do povo negro, atenta contra a memória Uma instituição como a Câmara de vereadores não poderia mencionar uma homenagem aos confederados um grupo racista”.

 

 

Maike fala também da história de Santarém, e conta que: “Santarém é uma cidade indígena com quase 300 mil habitantes. Ninguém ousa dizer que essa cidade não é indígena, porém a mesma Câmara de vereadores  não se constrangeu em nenhum momento em criar uma comissão para fazer uma verificação étnica para saber se tinha índio aqui em Santarém e essa mesma Câmara também não tem constrangimento nenhum, pelo menos pela maioria dos vereadores, em aprovar uma homenagem aos confederados . A partir do momento que você coloca “confederado você  decreta guerra contra  o movimento, contra o movimento negro aqui em Santarém”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.