Sábado, 16 de Outubro de 2021 07:52
093991489267
Saúde Saúde

Confira o balanço da vacinação nos municípios do Oeste do Pará

O Tapajós de Fato reuniu dados das 23 cidades do Oeste do Pará.

22/09/2021 18h13 Atualizada há 3 semanas
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato

Início da pandemia no Brasil

Desde o ano passado o Brasil vem enfrentando a pandemia de COVID-19. O coronavírus, originado na cidade de Wuhan, na China, em dezembro de 2019, espalhou-se por todo o mundo no início do ano seguinte. Em fevereiro de 2020, os primeiros casos de brasileiros infectados pela doença começaram a surgir. Desse momento em diante, os números de pessoas doentes e de mortos passaram a subir, demandando medidas de proteção, como distanciamento social, uso de máscaras e de álcool em gel e, em situações mais graves, aplicação de lockdown – fechamento total dos comércios em várias cidades. A vacina, tão necessária, só chegou ao país em janeiro deste ano.

 

Vacinação no Oeste do Pará

Em 19 de janeiro deste ano, a primeira pessoa no oeste do Pará foi vacinada, a dona Maria das Graças, idosa de 70 anos e moradora do Lar São Vicente de Paulo, em Santarém. 

Como o número inicial de vacinas não era grande, foi feito um plano de vacina federal para determinar as pessoas que  seriam prioridades na vacinação.

 

Inicialmente, idosos e profissionais de saúde da linha de frente foram classificados como um grupo prioritário para receber a vacina, logo após, os povos indígenas aldeados foram vacinados também. Em seguida, em ordem decrescente de idade, a vacina começou a ser aplicada na população.

A região do Oeste do Pará é composta por centenas de comunidades que vivem à beira dos rios e que tiveram um acesso precário à vacinação, porém, mesmo com atrasos e falhas, a vacinação foi seguindo os planos determinados por cada estado.

 

Desde o início da vacinação, segundo dados do site da Sespa, 1.203.536 doses foram disponibilizadas apenas para os municípios do Oeste do Pará, e destas, 839.261 foram aplicadas. Cinco tipos de vacinas foram disponibilizadas para a população, sendo elas conhecidas respectivamente como Pfizer, CoronaVac, Jhanssen, Astrazeneca e Sputnik V, com cada tipo tendo suas especificações.

 

Os dados da Sespa apresentam a quantidade de doses liberadas e aplicadas para cada município do Oeste do Pará. Confira a tabela a seguir que mostra a diferença:

 

 

 

Atualmente, a vacinação está na faixa etária de 12 a 17 anos, e todos os menores devem comparecer aos postos de vacinação com seu responsável. Ainda que haja casos de pessoas que pegaram Covid-19 e morreram mesmo depois de tomar as 2 doses, a vacinação continua sendo a maneira mais eficaz para combater o vírus, e, mesmo com a vacina, cada um deve continuar se prevenindo com os protocolos de segurança.

 

Acesse as redes sociais do Tapajós de Fato: FacebookInstagram e Twitter.

  Acesse ainda o Podcast Tapajós de Fato

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.