Quinta, 26 de Maio de 2022
Notícias Descaso

Ausência de iluminação pública na zona rural de Santarém tem causado transtornos a moradores

Estradas que dão acesso a zona rural do Planalto Santareno sofrem com ausência de iluminação pública, fato pode ocasionar riscos à segurança de quem trafega pela área.

09/03/2022 às 16h35 Atualizada em 09/03/2022 às 16h44
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Compartilhe:
Foto: Celpa/Divulgação
Foto: Celpa/Divulgação

Moradores das zonas rurais do município de Santarém têm sofrido com ausência de energia elétrica pública, a situação tem causado transtornos aos comunitários, uma vez que as estradas ficam muito escuras a noite e isso implica em acidentes e riscos à segurança dos moradores.

 

A equipe Tapajós de Fato conversou com Elisângela Leal da Silva, Secretária da Mulher, do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais - STTR e moradora da comunidade Igarapé do Pimenta, região do Planalto Santareno. Elisângela explicou sobre como o déficit de iluminação pública tem afetado a vida de quem mora na zona rural e precisa se deslocar à noite nas vias públicas.

 

“Algumas comunidades do Planalto não têm luz nos postes, na minha comunidade tem, mas não funciona, isso me prejudicava muito quando eu estudava, além disso existem muitos animais peçonhentos, como cobra que podem atacar a noite por conta do escuro nas estradas”.

 

Ainda de acordo com Elisângela, além dos riscos de ataques de animais peçonhentos há riscos de acidentes nas vias, “a gente sofre com a escuridão nas estradas, porque a pessoa anda sozinha na estrada e pode ser atropelada pela moto e carro, porque não dá para enxergar bem, e isso piora nas comunidades que não tem nenhuma ligação de energia pública”.

 

Os moradores já buscaram acionar os órgãos responsáveis pela iluminação das vias, mas não foram atendidos. Vale ressaltar que  a organização e a prestação do serviço de iluminação pública é de responsabilidade do Poder Público Municipal, ou seja, são responsáveis pelos ativos de iluminação (luminárias, lâmpadas, relés e reatores).

 

Mesmo com a falta de energia nos postes públicos a cobrança da iluminação pública continua chegando nas residências e custa em média R $8,50 na fatura dos moradores de comunidades rurais de Santarém.

 

A equipe de reportagem do Tapajós de Fato tentou buscar informações acerca da situação junto a Prefeitura Municipal de Santarém, mas não obteve retorno até a publicação da matéria.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.