Quinta, 26 de Maio de 2022
Gênero e Sexualidade Estupro

Caso de estupro na cidade de Monte Alegre

Empresário teria drogado, alcoolizado e estuprado jovem de 21 anos..

10/03/2022 às 13h48 Atualizada em 10/03/2022 às 22h11
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Compartilhe:
Imagem ilustrativa: abuso, estupro, agressão, violência contra crianças e adolescentes
Imagem ilustrativa: abuso, estupro, agressão, violência contra crianças e adolescentes

O caso teria ocorrido entre os dias 23 e 24 do mês de fevereiro em um motel na cidade de Monte Alegre, e somente 3 dias depois a vítima conseguiu contar para sua mãe. Segundo testemunhas, a jovem teria saído para um bar com amigos, após as comemorações de aniversário de sua mãe.  

 

O acusado, conhecido na cidade como Nelsinho Lamba Égua, é dono do bar e no local o empresário teria pedido para que alguém próximo a moça colocasse drogas na bebida da jovem e após fechar seu estabelecimento teria convidado um grupo de pessoas para tomar banho na jacuzzi de um motel da cidade. No local ele teria arrastado a vítima para um outro quarto para manter relações sexuais sem o consentimento da mesma. 

 

A mãe da jovem na tarde da última quarta-feira (9), foi a público pedir justiça para sua filha e denunciar o caso à sociedade, convocando à população para participar de um ato na praça da Matriz às 17 horas na tarde desta quinta-feira (10), em Monte Alegre. 

 

A mãe da vítima pede justiça: “eu quero justiça para minha filha, não importa se ele é um empresário, ele vai ter que pagar”.

 

Dados de estupros no Brasil

 

O  Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra que mais de 100 mil meninas e mulheres sofreram violência sexual entre março de 2020 e dezembro de 2021.

 

Os dados mostram que houve 56.098 estupros do gênero feminino, em todo o país, o que representa um aumento de 3,7% em relação ao ano anterior. 

 

O FBSP ainda demonstra um aumento nos crimes contra meninas e mulheres durante a pandemia da Covid-19 e que nesse período foram registrados 2.451 feminicídios e 10.398 casos de estupros.

 

Como denunciar os casos de abuso sexual, estrupo ou agressão?

 

As denúncias podem ser feitas presencialmente ou por telefone/e-mail e na maioria dos casos, o anonimato é garantido.

 

Disque 100

O canal de denúncia da Mulher, Família e dos Direitos Humanos é um serviço de proteção a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual. Ele funciona diariamente, das 8h às 22h, e qualquer pessoa pode prestar uma queixa, seja menor ou maior de idade.

 

Disque 180

A Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, diferente do Disque 100, é estritamente reservada para casos de abuso e agressão contra mulheres. A denúncia pode ser feita 24h, por qualquer pessoa.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.