Quinta, 26 de Maio de 2022
Política Descaso

Semap e Sirsan discutem melhorias na infraestrutura de ramais para beneficiar somente grandes produtores de Santarém

SEMAP E SIRSAN priorizam infraestrutura rural para escoação de grãos, e deixam ramais de agricultores familiares sem prioridade.

24/03/2022 às 15h44 Atualizada em 29/03/2022 às 11h34
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Compartilhe:
Foto reprodução
Foto reprodução

Diálogo que ocorreu entre a Semap e Sirsan, para o melhoramento da infraestrutura rural, com manutenção dos ramais que são bastante castigados neste período de fortes chuvas em santarém, Oeste do Pará, foram tema de reunião na segunda-feira (21) entre Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) e o Sindicato Rural de santarém. 

 

O principal  objetivo dessa reunião é garantir a trafegabilidade dos ramais para facilitar o escoamento da produção agrícola, principalmente de grãos, de grandes produtores rurais.

 

Para 2022, o Sirsan estima a colheita de 3,3 mil toneladas de grãos na área de confluência da região metropolitana de Santarém, que abrange também propriedades dos municípios de Belterra e Mojuí dos Campos.

 

Diante disso, as melhorias só beneficiarão os grandes produtores da região do município de Santarém, enquanto para agricultura familiar em diversas regiões, os ramais estão em péssimas condições de trafegabilidade, e os agricultores familiares não estão tendo acesso a essas políticas públicas de infraestrutura básica.

 

O Tapajós de Fato conversou com uma moradora da comunidade Rabo da Serra, localizada no projeto de Assentamento Agroextrativista PAE LAGO GRANDE.

 

A moradora relatou, “essas secretarias deveriam olhar para nós aqui da região, pois o ramal que dá acesso ao local que nós vende nosso produto, está em péssima condição, cheio de buracos, e até para andar de moto tá ruim”.

 

A moradora disse ainda, “aqui nós produzimos farinha, tapioca, tarubá, beiju, e frutos e outros derivados da mandioca, porém a nossa dificuldade é sair daqui com nossos produtos para fazer a venda, e fica pior ainda na época de chuvas”.

 

“Precisamos ser valorizados, porque só os grandes produtores têm esse direito dos seus ramais estruturados, e nós agricultores familiares ficamos sem acesso, queremos também ter nossos direitos respeitados'', disse a moradora, que preferiu não se identificar.

Em nota, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santarém informa que "que desde o ano de 2017, os produtores rurais passaram a ser valorizados com ações, programas e projetos voltados ao desenvolvimento rural, principalmente no âmbito da agricultura familiar. Mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia, o apoio ao agricultor para garantir-lhe condições de renda, qualidade de vida e segurança alimentar estão sendo garantidos. Portanto, o cuidado com os pequenos produtores rurais vem sendo uma meta do atual governo".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.