Quinta, 26 de Maio de 2022
Notícias Estupro

Polícia prende suspeito de drogar jovem de 22 anos que foi vítima de estupro na cidade de Monte Alegre

O principal suspeito, acusado do estupro, está foragido.

25/03/2022 às 16h04
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Compartilhe:
Foto reprodução
Foto reprodução

Em Monte Alegre está sendo realizada a Operação Alcaloide, deflagrada na última quinta-feira (24), pela polícia Civil. Essa operação consiste em cumprir mandados de prisão e busca e apreensão a cinco suspeitos.

Na manhã desta sexta-feira (25), foi decretada a prisão preventiva do homem suspeito de estuprar uma jovem de 22 anos, no dia 23 de fevereiro, em um motel da cidade, além disso, realizou ainda a prisão do suspeito de ter colocado droga na bebida da vítima.

A polícia, após receber informações de que o suspeito de ter cometido o crime estava com planos de deixar a cidade, começou o monitoramento dos dois acusados no dia 24 de março.

O delegado Rodrigo Oliveira, que preside o caso informa que "há indícios suficientes para que representássemos pela prisão preventiva de dois acusados e busca e apreensão em seus domicílios". Os materiais apreendidos passarão por perícia com o intuito de alcançar outros indícios de provas para a finalização do inquérito.

No entanto, mesmo com o monitoramento do principal acusado e com o cerco policial feito em sua residência, localizada na Avenida Presidente Kennedy, e em seu estabelecimento comercial, na Praça da Matriz, o acusado conseguiu fugir e se encontra foragido.

Segundo informações, o homem preso, acusado de ser o principal suspeito de ter colocado a substância na bebida da jovem, é primo da mãe da vítima.

O crime aconteceu no dia 23 de fevereiro, após as comemorações do aniversário da mãe da vítima.

A jovem relata que após o aniversário, ela teria se deslocado até um bar com uns amigos e que em seguida o grupo teria se conduzido até um motel, na zona urbana da cidade, onde o crime ocorreu.

No local, o autor do crime teria arrastado a vítima para um quarto e a estuprado, tendo sido drogada minutos antes.

As testemunhas relatam ainda que após perceberem a movimentação suspeita foram até o quarto e o acusado se recusou a abrir a porta.

O delegado faz ainda um convite ao suspeito foragido dizendo: "Se apresente. Se apresente, pois é a melhor maneira de você colaborar com a justiça".

A operação segue com as investigações e contou ainda com a participação de policiais da Superintendência Regional do Baixo Amazonas e Polícia Militar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.