Quinta, 26 de Maio de 2022
Amazônia Resex

Duas chapas são inscritas para concorrer a eleição da Tapajoara

A eleição nas comunidades polos deve ocorrer no dia 23 de abril, já a escolha e posse do Conselho Fiscal, no dia 07 de maio em assembleia na comunidade Carão.

14/04/2022 às 11h29 Atualizada em 14/04/2022 às 13h51
Por: Tapajós de Fato
Compartilhe:
Na margem direita do rio Tapajós está localizada a Floresta Nacional do Tapajós. Na margem direita, a Resex Tapajós-Arapiuns.
Na margem direita do rio Tapajós está localizada a Floresta Nacional do Tapajós. Na margem direita, a Resex Tapajós-Arapiuns.

Com data marcada para o dia 23 de abril, a eleição da diretoria da Tapajoara deve ocorrer em 28 comunidades e aldeias escolhidas como polo de votação. Em cada polo haverá uma comissão formada por três pessoas, seguindo o regimento eleitoral desta organização.  A Tapajoara. (Organização das Associações e Moradores da Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns) é a organização mantenedora do território da Reserva Extrativista Tapajós Arapiuns. 

 

O que é a Resex?

Criada em 1998, a área da Reserva é de 677.513,24 hectares, sendo a terceira maior do Brasil, em seu território há 76 comunidades e destas, 42 duas são aldeias, é território de 13.500 pessoas, sendo a reserva mais populosa do Brasil,  abrangendo áreas dos municípios de Santarém e Aveiro, região do Baixo Tapajós, margem esquerda do rio Tapajós.

 

O processo eleitoral 

 

A homologação das chapas ocorreu na última segunda-feira (11). Duas chapas se inscreveram, uma encabeçada pelo atual presidente da Tapajoara, Dinael Arapiun, da aldeia Braço Grande, e a Chapa 2, encabeçada por Maria José Caetano, da comunidade Pinhel. 

 

No dia 21 de fevereiro foi escolhido, em assembleia do Conselho Comunitário da Resex, a comissão eleitoral deste processo, a comissão é formada por cinco pessoas, tendo uma como presidente. Raquel Tupinambá é a presidente da comissão eleitoral, ela diz o seguinte: "somos nós que vamos organizar e fazer acontecer a eleição na base, nas comunidades”. Outro responsabilidade da comissão é coordenar a assembleia para escolha e posse  do conselho fiscal, que deve ocorrer no dia 07 de maio, na comunidade Carão.

 

Das Chapas

 

O Tapajós de Fato procurou ouvir as propostas da Chapa 1, encabeçada por  Dinael Arapiun, atual presidente da Tapajoara,  e da Chapa 2, Maria José Caetano. Até o fechamento desta matéria, Dinael Arapium não respondeu a nenhuma tentativa de contato feita pela equipe do Tapajós de Fato.  Maria José Caetano respondeu ao TdF. 

 

Maria José é moradora da comunidade Pinhel, tem 56 anos, é enfermeira e complementa sua “renda com atividades da agricultura familiar”.  Ela conta  que um dos motivos que levaram ela a ser cabeça de chapa foi  porque têm observado que a organização da Tapajoara “já não tem mais o sentido do início, que seria de unificar a nossa população”, referindo-se aos primeiros anos da criação da reserva. Maria José conta que foi uma das pessoas que lutou para a criação da Resex.

 

Para a candidata, um dos maiores desafios, se chegar a assumir a presidência da Tapajoara, que representa 76 comunidades e 35 aldeias, “é a união e  o fortalecimento desta organização”. Maria José fala que a “própria Tapajoara não contribuiu para que a união entre os os comunitários  continuasse”.

 

Questionada sobre o que a Resex representa para ela, Maria José fala que a Resex é o "habitat, o porto seguro, é dela de onde se tira o sustento, e ela é tudo que temos de melhor”.

 

Maria José Caetano. Foto: Acervo pessoal

 

A vice de Maria José Caetano é a trabalhadora rural, Marilene Rodrigues Rocha, ela diz que é hora das mulheres "assumirem o comando da Tapajoara e fazerem um trabalho com transparência, seriedade para conquistar a confiança dos moradores da Resex”. Ao todo a Chapa 2 é formada por 7 mulheres e 3 homens”. Segundo Maria José, o objetivo da chapa é poder dialogar com todas as comunidades e organizações internas e externas da Resex para fazer um trabalho ainda melhor.

 

Relembrando

 

É importante ressaltar que a escolha da diretoria da Tapajoara, deveria ter ocorrido no dia 18 de dezembro de 2021, entretanto, tumultos e indícios de irregularidades impediram que a eleição ocorresse.  Após a não realização do eleição em dezembro, algumas decisões judiciais foram  feitas em relação a Tapajoara, confira clicando nos links a seguir:

 

Tumultos na eleição do dia 18 de dezembro.

 

Decisão judicial do para prestação de contas e criação da comissão eleitoral.

 

Escolha da comissão eleitoral para a eleição da Tapajoara

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.