Quinta, 26 de Maio de 2022
Política Centenário PCdoB

Centenário do PCdoB reúne partidos de esquerda em sessão especial na Câmara

Vários filiados e dirigentes do PT e do PSOL estiveram no evento, em confraternização com a militância comunista de Santarém.

29/04/2022 às 15h21
Por: Tapajós de Fato Fonte: ASCOM PCdoB
Compartilhe:
ASCOM PCdoB
ASCOM PCdoB

Santarém – “Foi uma festa da democracia”, disse o vereador Carlos Martins (PT), ao final da sessão pública de quase três horas realizada ontem (28/04), na Câmara Municipal de Santarém em comemoração ao Centenário do PCdoB no Brasil (25/03/1922) e 15 anos de instalação do partido em Santarém (27/02/2007). 

 

A proposta da sessão foi de Martins e aprovada por unanimidade no plenário da Câmara há um mês, mas apenas os vereadores do PT (Carlos Martins e Biga Kalahare) prestigiaram o evento.

 

Vários filiados e dirigentes do PT e do PSOL estiveram no evento, em confraternização com a militância comunista de Santarém. A programação contou com discursos políticos e apresentações culturais, além da entrega das comendas “Eneida de Moraes” para mulheres de luta, e “João Amazonas” para empresas de comunicação em homenagem ao trabalho da imprensa local no combate às Fakenews.

 

Logo no início do evento, foi homenageado o cineasta italiano Gilberto Grasso, que estava completando 86 anos. Todos cantaram "Parabéns pra voc~e" em sua homenagem e ao PCdoB, cob o acompanhamento da Filarmônica Municipal. Grasso é membro do Partido Comunista Italiano e recebeu de presente uma camisa comemorativa do centenário do PCdoB.

 

Discursos – A ex-prefeita Maria do Carmo falou em nome do PT e lembrou a parceria histórica com o PCdoB, desde sua instalação em Santarém. Destacou a relevância da participação do PCdoB em importantes momentos históricos do Brasil. 

 

Pelo PSOL, o professor de história Maike Vieira, presidente do Diretório Municipal do partido, deu uma aula sobre o comunismo no Brasil ressaltando que o partido sempre teve uma participação na consolidação da democracia brasileira, e sempre foi um partido injustiçado. 

 

O presidente do PCdoB, Anacleto Lima, disse que a palavra “comunista” tem sido rejeitada por conta de uma campanha sórdida movida por grandes empresários e políticos da Direita, como forma de torná-la pejorativa e desviar o verdadeiro sentido que tema ver coma palavra Comum. "O PcdoB sempre lutou pelo bem-comum, e isso incomoda as elites capitalistas, que querem apenas sugar o suor do trabalhador", disse ele.

 

Além destes, falaram também a dirigente estadual do PCdoB, a ex-deputada Sandra Batista, que destacou o compromisso do partido na luta pela democracia, inclusive com a aprovação da lei das Federações Partidárias que será a grande novidade das eleições de 2022, pois vai agrupar partidos com mesmos projetos para atuação conjunta por quatro anos. 

 

A presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Pará, Antonia Trindade, filiada ao PCdoB, destacou a luta dos trabalhadores da Saúde e a importância da participação na luta partidária, para as grandes conquistas. 

 

Pelo PCdoB de Santarém três filiadas usaram a tribuna para enaltecer a organização do partido: Daniela Avelino, secretária de Organização, disse que encontrou no PCdoB o espaço para lutar por seus ideais; Geovana Katrine falou que resistiu entrar na vida partidária, mas está feliz por ter se filiado, pois está aprendendo muito e quer trazer mais jovens para a luta; e Débora Rego, filiada há um mês, falou em nome dos novos filiados do partido (cerca 10 nos últimos meses) e disse que sempre esteve na luta dos trabalhadores da saúde e que entrou no PCdoB para dar um novo impulso às suas atividades, agora no campo partidário.

 

Comendas – Cinco mulheres com história de luta receberam a Comenda Eneida de Morais: Odete Costa, atriz e primeira vereadora negra do Legislativo, pelo PT; Cleide Duarte, microempresária do ramo de confecções e líder de projetos comunitários, além de ser organizadora da UBM – União Brasileira de Mulheres, em Santarém; * Coelho*, liderança do movimento quilombola e atual coordenadora da Federação das Organizações Quilombolas de Santarém – FOQS; Tatianne Picanço, ativista do movimento indígena e doula, além de militante do PSOL; e Natália Souza, militante ecológica e membro da UDV – União dos Vegetais, além de tesoureira do PCdoB.

 

O PCdoB também condecorou empresas de comunicação com a comenda João Amazonas, em homenagem ao trabalho da imprensa, que luta contra as Fakenews. Receberam a homenagem o Sistema de Comunicação Guarany, representado pelo jornalista Ronei Oliveira; Sistema Arquidiocesano, representado pelo padre Walter; Jornal e TV O Impacto representado pelo jornalista Oswaldo de Andrade; Portal Tapajós de Fato, representado pelos jornalistas Márllon Rebelo e Erick Marques; e o Sistema Tapajós de Comunicação, que não enviou representante para receber a comenda, mas receberá em mãos pessoalmente, em outra oportunidade.

 

Programação cultural – os discursos foram entremeados por apresentações culturais de filiados do partido e outros convidados. “Cultura sempre foi um forte do PCdoB, e em Santarém temos vários filiados com talento artístico e militantes do movimento cultural”, destacou o jornalista Jota Ninos, filiado ao PCdoB, que atuou como mestre de cerimônia do evento.

 

Nato Aguiar, filiado e secretário de formação do PCdoB foi um dos que se apresentou no espaço.  A cantora Priscila Castro, filiada ao PT, também cantou uma música em homenagem às mulheres, do saudoso compositor Wander de Andrade, num momento emocionante. O professor e cantor Pedro Rodrigues, que vai se filiar ao PCdoB, fechou a festa também cantando músicas, durante o coquetel servido pela Câmara. 

 

Odete Costa (PT) apresentou um texto de Eneida de Moraes e o professor e ex-vice-reitor da Ufopa Anselmo Colares, filiado ao PCdoB, homenageou os camaradas do partido em nível nacional que faleceram recentemente, entre eles o microempresário santareno Sebastião Rodrigues, filiado do PCdoB Santarém, que foi uma das mais de mil vítimas da Covid-19 na cidade. Anselmo recitou poemas de Thiago de Mello, poeta amazonense e comunista, falecido recentemente.

 

Na platéia estavam presentes dezenas de pessoas, entre elas alguns filiados e dirigentes do PCdoB, o micro empresário Paulo Costa, o vice-presidente do partido Sidinei Tavares, a advogada e servidora pública Ana Charlene Negreiros, o escritor Egon Pacheco e os os professores Mário Adonis e Alenilson Ribeiro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.