Quinta, 26 de Maio de 2022
Política Eleições

Reta final: Justiça Eleitoral supera marca de 1,1 milhão de atendimentos em 36 horas

Juventude do campo e quilombola falam do poder do voto e da importância da juventude nos processos eleitorais.

04/05/2022 às 14h16 Atualizada em 04/05/2022 às 14h26
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Compartilhe:
Foto reprodução
Foto reprodução

O prazo está acabando e a população está correndo atrás de conseguir  emitir o Título de Eleitor ou se regularizar  com a Justiça Eleitoral. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, entre segunda-feira (2) e o início da tarde desta terça-feira (3) foram realizados mais de um milhão de atendimentos aos eleitores pelos sistemas Título Net e Elo. 

Ao todo, até às 15h desta terça (3), foram 640 mil solicitações realizadas de forma virtual (Título Net) e 527 mil requerimentos de alistamentos eleitorais (RAEs) nos cartórios (sistema Elo), o que totaliza 1,167 milhão de atendimentos em 36 horas.

Neste ano eleitoral a juventude tem ficado atenta e promovendo campanhas para emissão do título de eleitor. Para o jovem Railan dos Santos Lima, 19 anos, do território quilombola de Murumuru e  estudante de Ciências Agrárias, “o jovem é o futuro da população e quem melhor do que ele para eleger o que realmente vai lhe fazer bem é a população em si”.

Jovem Railan. Foto: acervo pessoal

O jovem quilombola ainda fala da importância do voto: “É para que possamos ficar cientes do dever que temos com a sociedade em geral, pois sabemos que é a forma mais concreta de democracia que temos, e para quem deixa de exercer esse poder não pode se queixar futuramente de frustrações seguintes ao governo escolhido, quando sabe-se que um voto pode fazer total diferença na vida do cidadão!”.

Quem também já entendeu a importância de exercer a cidadania através do voto, é a estudante Maria das Graças  Oliveira Rocha, 18 anos, moradora da comunidade Soledade, no Assentamento Agroextrativista PAE Lago Grande, ela vai votar pela segunda vez. Maria diz que “é importante a juventude votar, ter voz, vez e lugar, têm muitos jovens que ainda não votam por falta de documentos”.

Maria fala ainda que  as pessoas devem ver as coisas boas que o voto pode fazer acontecer, e também ficarem atentas para avaliar as propostas que os políticos  apresentam, “que seja uma coisa importante para mim”.

A estudante Maria das Graças segurando seu Título de Eleitor. Foto: Acervo Pessoal.

 

A estudante já está alerta para os crimes eleitorais principalmente a compra de voto, como jovem ela fala que não aceita essa prática criminosa e que “os jovens têm que votar naquilo que vai dar futuro, meu voto é muito importante e eu vou votar esse ano, mas para a pessoa que merecer meu voto…não vou vender meu voto!”.

 Ainda tem tempo

Para quem ainda está com alguma pendência, pelo Título Net, é possível realizar uma série de serviços, tais como: requerimento da primeira via do título (alistamento), mudança de domicílio eleitoral (transferência), alteração de dados pessoais e local de votação para eleitores com mobilidade reduzida, além da revisão para regularização da inscrição cancelada.

Por conta do alto volume de solicitações nessa reta final antes do fechamento do cadastro de eleitores, a Justiça Eleitoral (JE) priorizará os atendimentos no Título Net e no sistema Elo. Assim, serviços como os do aplicativo e-Título, que não impactam a retirada do título ou a regularização do registro do eleitor, estarão fora do ar até o dia 5 de maio.

Solicitações analisadas

Todos os eleitores e eleitoras que solicitarem a emissão, transferência ou regularização do título até as 23h59 de quarta-feira (4) terão os pedidos analisados e decididos em tempo hábil pela Justiça Eleitoral. O andamento da solicitação pode ser acompanhado pela internet na página do TSE.

Cabe destacar, contudo, que é necessário aguardar a análise dos dados. Todos os requerimentos realizados até o dia 4 de maio serão examinados e respondidos. O prazo de resposta é de até um mês.

 

A partir de quinta-feira (5), não serão mais permitidas solicitações de emissão, transferência e mudança no cadastro eleitoral, uma vez que o banco de dados da JE será fechado para as eleições de outubro. De acordo com o calendário eleitoral, o Tribunal divulgará no dia 11 de julho, na internet, o quantitativo final de eleitoras e eleitores aptos a votar, por município, em 2022.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.