Segunda, 21 de Junho de 2021 04:25
093991489267
Empate Reportagem

A Serra do Saubal além dos registros do pôr-do-sol

Moradores relatam o descaso quanto à coleta do lixo na região.

13/08/2020 15h00
Por: Tapajós de Fato Fonte: Tapajós de Fato
Lixo encontrado ao longo da Serra do Saubal
Lixo encontrado ao longo da Serra do Saubal

Localizada na cidade de Santarém, no oeste do estado do Pará, a Serra do Saubal integra uma Área de Proteção Ambiental (APA), aprovada e sancionada em 2011, abrange uma área total de 1,5 milhões de m² (1.538.502,82 m²), referente a 153,85 hectares. 

A criação da área foi uma reivindicação dos moradores dos bairros que a integram (Diamantino, Santo André, Nova República, Bela Vista e Vigia), junto à Pastoral Social da Diocese do município.

Diariamente, é plateia para santarenos e santarenas que sobem até um dos pontos mais altos do local, conhecido por Mirante da Serra do Saubal, para acompanhar ao pôr-do-sol. Basta acessar as redes sociais e fazer busca pelo indicativo que, com certeza, milhares de resultados serão exibidos. 

Entretanto a equipe do Tapajós de Fato notou uma série de crimes ambientais na região, principalmente no início da serra, mas ao longo da trilha também é possível encontrar lixo deixado pelos visitantes do ponto turístico. 

Morador da área a pelo menos três anos, Francinaldo Simões, conta que é comum observar diariamente carroças, e outros meios de transporte depositando lixo no local, e até mesmo durante a noite carcaças de equipamentos eletrônicos são despejados na área de acesso à serra.

“As pessoas ‘não estão nem aí’ vão passando de carro e vão jogando ao longo da área o lixo”, relata Fracinaldo

Não se sabe ao certo de onde vêm estes resíduos, mas Simões afirma que apesar da ausência na coleta do lixo os moradores têm consciência da importância da preservação da área. 

Segundo o Presidente do Centro Comunitário do bairro Bela Vista, Rogério Batista, já foram protocoladas junto ao poder público uma série de denúncias quanto a esta situação. No entanto, as soluções apresentadas não alcançam o entorno da serra, haja vista a dificuldade no tráfego dos transportes deslocados para realizar o serviço, o que impede a coleta direta do lixo.

“A gente sonha que tivessem políticas públicas, infraestrutura, saneamento e tudo o que um outro bairro tem, e aqui não tem”, destaca Rogério Batista.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente foi procurada pela equipe do Tapajós de Fato, e não deu retorno quanto às denúncias feitas pelos moradores da área, mas divulgou esta semana, através de meios oficiais de comunicação que avalia instalar no local a 1ª CIPAmb (1ª Companhia Independente de Policiamento Ambiental). 

Por lá existem antigas instalações da EMBRATEL, que não possui mais interesse na área, conforme informa a coordenadora do CHDU, Nelcilene Gomes. A proposta deve valorizar ainda mais a APA Serra do Saubal, trazendo segurança e podendo servir como espaço turístico e de lazer.

O Movimento em defesa da APA Serra do Saubal tem desenvolvido ações pela preservação da área, que foram paralisadas em decorrência da Pandemia do Novo Coronavírus, as atividades buscam de alguma forma resgatar a flora, e fauna da região, um trabalho muito interessante e que pode ser acompanhado através das redes sociais do projeto.

Cabe aos visitantes do local, a consciência da preservação, afinal, para que as gerações futuras também se encantem e percebam a importância da região, é necessário preserva-la. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.